Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

14:59

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » Geral » Educação » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - UFRJ adia início das aulas por atraso no pagamento de funcionários

UFRJ adia início das aulas por atraso no pagamento de funcionários

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) decidiu adiar para 9 de março o início das aulas para os cursos de ensino superior, devido à paralisação dos prestadores de serviços terceirizados, por falta de pagamento.

De acordo com a UFRJ, a medida foi tomada para garantir a normalização dos serviços de limpeza na universidade e não oferecerá prejuízos ao calendário acadêmico deste ano. Os funcionários terceirizados estão sem receber o salário do mês de janeiro. Segundo a assessoria da UFRJ, os pagamentos referentes a outubro e novembro foram feitos em janeiro e o de dezembro, neste mês.

Em nota, o reitor Carlos Levi disse que a UFRJ enfrenta dificuldades para honrar seus compromissos financeiros. "Em virtude de o Orçamento da União para 2015 não ter sido aprovado, a universidade tem recebido recursos do governo federal em parcelas mensais, correspondentes a apenas 1/18 do Orçamento proposto para este ano. No ano passado, deixaram de ser repassados à UFRJ quase R$ 60 milhões, cerca de 20% de nosso orçamento. Assim, a reitoria tem mantido contato permanente com o Ministério da Educação [MEC] para garantir a liberação de recursos necessários a nossa universidade”, disse.


De acordo com o reitor, os serviços terceirizados correspondem à metade do orçamento anual de custeio da UFRJ. “Qualquer alteração nos repasses para as empresas tem impacto imediato e direto sobre a rotina da universidade. Nos últimos dias, parte dos serviços de limpeza foi interrompida e, mesmo após a liberação de recursos pelo MEC, os trabalhos estão sendo retomados gradativamente.”

A estudante de comunicação social Júlia Nasra diz que a situação da universidade precisa melhorar. “Acho válido esperar uma semana e entrar num ambiente limpo, mas acho péssimo que as pessoas não estejam sendo pagas. É frustrante quando pensamos para onde está indo nosso dinheiro. A UFRJ é uma das maiores universidades do país e, se está assim, imagina as outras."

Segundo a estudante de filosofia Fabiana Lessa, não é a primeira vez que os terceirizados da universidade recebem salários atrasados. “Ano passado, eles sofreram com a falta de pagamento, por várias vezes dei R$ 20 para ajudar funcionários que vinham me pedir algum dinheiro para comprar comida ou gás de cozinha. É algo que precisa ser resolvido, pois em alguns lugares, como o Centro de Tecnologia, que fica no Campus do Fundão, já estão interditando todos os banheiros. Isso, por consequência, torna impossíveis as atividades da UFRJ. Os dois lados saem perdendo”, ressaltou.

Os funcionários terceirizados da UFRJ não são os únicos a sofrer com atrasos no pagamento. Em dezembro, a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) teve de antecipar o recesso das aulas, após os funcionários da limpeza, que, sem receber por dois meses, protestaram espalhando lixo em todo o campus, no bairro do Maracanã, zona norte do Rio.

Na época, o reitor disse que uma crise financeira impediu a universidade de pagar os gastos com serviços terceirizados, como limpeza e segurança, devido aos "problemas graves com a arrecadação por conta da diminuição dos royalties do petróleo e outras situações" e informou que o déficit chega a R$ 23 milhões.

Fonte: Da Agência Brasil

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ