Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

05:24

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » Geral » Economia » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - País tem condições para crescer de forma sustentável

País tem condições para crescer de forma sustentável

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, reafirmou durante a abertura do XXIII Fórum Nacional do INAE - Instituto Nacional de Altos Estudos, que a desaceleração dos preços das commodities e a queda dos preços dos combustíveis estão impactando no recuo da inflação no mercado interno.

Conforme apresentação do ministro feita na sede do BNDES, no Rio de Janeiro, onde acontece o fórum, a inflação já está caindo no Brasil. Em abril, o IPCA (excluindo os grupos Alimentos e Combustíveis) foi de 0,46%, contra 0,71% em março e 1,05% em fevereiro.

Mantega reafirmou que há um surto de inflação mundial provocada principalmente pela alta das commodities e enfatizou que, comparativamente a outros países como China, Índia e Rússia, o Brasil está em situação razoável.

No período acumulado em 12 meses (abril 2010 a abril de 2011), a inflação chinesa passou de 2,8% para 5,3% e a Rússia, de 6,1% para 9,6%. No Brasil, no mesmo período, a variação foi de 1,2 pontos percentuais (5,3% para 6,5%).

Mantega traçou um panorama do novo quadro econômico mundial e reforçou que o Brasil está entre o grupo de países que crescerá acima de 4% em 2011, ao lado da Argentina, México, China e da Índia, entre outros.

Destacou que alguns países europeus, como Reino Unido, França e Itália, terão crescimento inferior a 2%. O PIB dos Estados Unidos e Canadá, segundo estimativas apresentadas pelo titular da Fazenda, será superior a 2%.

O ministro reforçou que o Brasil reúne condições para manter o crescimento sustentável da economia, amparado, entre outros, no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 1 e 2. A previsão é de que o PIB brasileiro fique no patamar de 5% entre 2011 e 2014.

Disse que o Brasil é um dos países do G-20 com maior solidez fiscal. O país, enfatizou, possui grande mercado consumidor, com estimativa de crescimento superior a 10% no comércio varejista esse ano, e previsão de expansão dos investimentos no longo prazo.

Destacou ainda que o País está caminhando para zerar o déficit nominal, que deve encerrar em -1,9% esse ano, ante - 4,8% na Índia, - 5,3% na África do Sul e - 12% no Egito. Entre os avançados, EUA e Reino Unido estão com previsão de déficit nominal de - 9,1% esse ano. Para o Japão, estimativa de déficit é de -7,9% em 2011.

Em sua apresentação, Mantega apontou os principais desafios que o Brasil tem a enfrentar, como alta taxa de juros, apreciação cambial, carga tributária elevada, baixo nível de escolaridade e alto custo da infraestrutura de energia e transportes.

Fonte: Ministério da Fazenda

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ