Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

21:55

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » M. Defesa » Aeronáutica » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - Meio Ambiente- Força Aérea Brasileira transporta onça ameaçada de extinção ao habitat natural

Meio Ambiente- Força Aérea Brasileira transporta onça ameaçada de extinção ao habitat natural

Felipe era bebê quando foi retirado de casa por garimpeiros. Durante um ano e meio, sua natureza foi desrespeitada: viveu em cativeiro e até usou coleira. Mas, no sábado (28/11), ele volta para seu habitat natural. Terá uma floresta inteira a desbravar.

A reintegração da onça-pintada, de 63 quilos e quase dois anos de idade, à natureza envolve a mobilização de um helicóptero H-1H da Força Aérea Brasileira (FAB). A viagem de volta à selva começa com uma logística que inclui também trajetos de carro e avião comercial. Dependendo do humor de Felipe, ele nem precisará ser sedado. A localização da soltura não será revelada para preservar o animal.

A tripulação do Esquadrão Pelicano (2º/10º GAV), de Campo Grande (MS), partiu na manhã desta quarta para o local onde a onça embarcará. O helicóptero será adaptado para receber a caixa que Felipe usa durante toda a viagem. “Mesmo entre a densidade da floresta, o piloto encontrará áreas semi-abertas para pousar e permitir que a onça desembarque com segurança”, detalha o Comandante do 2º/10º GAV, Tenente-Coronel Higino Oliveira.

Readaptação à vida selvagem - A história do resgate de Felipe começou em julho deste ano, quando técnicos do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA) retiraram a onça de um garimpo no Pará. Depois de uma viagem de três mil quilômetros, o felino começou um processo de reabilitação à vida selvagem na Associação Mata Ciliar, em Jundiaí (SP).

Era preciso reaprender a viver livre. Em área aberta, a onça exercitou os músculos, aguçou os inst s e começou a caçar. Quatro meses depois, Felipe está pronto para assumir a independência. “Ele usará um rádio-colar de monitoramento via satélite, por um ano e meio. Depois desse período, o acessório se soltará automaticamente”, explica a analista ambiental do IBAMA, Christina Whiteman, que acompanhará Felipe até a soltura na floresta amazônica.

Segundo a especialista, em habitat natural ele poderá chegar aos 15 anos. “Onças em cativeiro existem muitas. Por que impedir mais uma de cumprir sua função na natureza?”, questiona Whiteman.

Animais em extinção - Onça-Pintada, Jaguatirica, Lobo-Guará, Tamanduá-Bandeira, Mico-Leão-Dourado, Arara-Azul, Pica-Pau-da-Cara-Amarela, Tucano-do-Bico-Preto, Tatu, Peixe-Boi. O que todos esses animais têm em comum? Alguns ilustram as cédulas de Real, mas todos estão entre as 627 espécies da Lista Oficial da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção do Livro Vermelho do Ministério do Meio Ambiente.

Fonte: Agência Força Aérea

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ