Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

16:54

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » Geral » Internacional » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - Líderes da União Europeia querem alterar tratados para reforçar economia

Líderes da União Europeia querem alterar tratados para reforçar economia

Os líderes da União Europeia concordaram em analisar uma eventual alteração de tratados, de modo a reforçar a disciplina orçamentária, anunciou, em Bruxelas, na Bélgica, o presidente do Conselho Europeu, Herman van Rompuy.

“Decidimos explorar as possibilidades de uma alteração limitada aos tratados", disse, acrescentando que a questão será novamente analisada pelos 27 países que compõem a União Europeia na cúpula de dezembro.

Rompuy, que ficou encarregado de fazer um relatório sobre a questão, salientou ainda ser necessário “o fortalecimento da convergência econômica da zona euro”, bem como a melhoria “da disciplina orçamentária”.

Os líderes dos 27 países reuniram-se hoje em Bruxelas, encontro que é seguido por uma cúpula da zona do euro.

A Alemanha e a França garantiram hoje, em Bruxelas, que a Europa "em breve terá paredes de proteção eficazes" contra a crise das dívidas soberanas e dos bancos.

Em conferência de imprensa conjunta, a chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Nicolas Sarkozy, anunciaram ainda que, em conjunto com os outros parceiros europeus, pretendem apresentar, na próxima quarta-feira, um amplo pacote de medidas para combater a crise.

Os dois líderes defenderam juntos a realização de duas cúpulas da zona euro no espaço de quatro dias, hoje e na quarta-feira, sublinhando que os problemas que estão sobre a mesa "são muito complexos" e exigem análise apurada.

Tanto Merkel como Sarkozy esforçaram-se para dissipar notícias sobre divergências entre a Alemanha e a França quanto às conclusões das cúpulas, que deverão aprovar uma maior reestruturação da dívida grega da ordem dos 50% e medidas para a recapitalização dos bancos, além das diretivas de aplicação do fundo de resgate europeu na sua nova versão.

Quanto ao fundo de resgate, os líderes europeus estão discutindo dois modelos, "mas nenhum deles inclui uma recapitalização através do Banco Central Europeu (BCE)", garantiu Merkel.

Segundo os relatos da imprensa internacional, a França chegou a exigir que o fundo de resgate fosse financiado pelo BCE, mas a ideia foi colocada de lado. "A Alemanha e a França falam a uma só voz, isso é a base de tudo", garantiu Sarkozy.

Os líderes dos 27 países voltam a se reunir na quarta-feira (26), no mesmo dia em que está marcada uma cúpula da zona euro.

Fonte: Da Agência Lusa

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ