Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

12:21

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » M. Defesa » Exército » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - Exército Brasileiro - Diretoria de Saúde comemora 208 anos

Exército Brasileiro - Diretoria de Saúde comemora 208 anos

A Diretoria de Saúde (D Sau) comemorou seu 208º aniversário com uma solenidade que reuniu ex-diretores, oficiais-generais e militares da Unidade. Criada em 9 de fevereiro de 1808, a D Sau é a diretoria mais antiga do Exército Brasileiro.


O Diretor de Saúde, General de Divisão Médico Túlio Fonseca Chebli, realizou a leitura do texto alusivo, lembrando que a criação da D Sau remonta à vinda da Família Real para o Brasil. “Há um longo caminho a ser percorrido, mas a D Sau está no rumo certo. Hoje, o nosso objetivo é proporcionar o melhor atendimento possível para o nosso paciente, resgatando a compaixão e o afeto no relacionamento entre médico e paciente”, destacou o General Túlio.

Conheça um pouco sobre a D Sau

A história da Diretoria de Saúde (D Sau) teve início com a transferência da corte portuguesa para o Brasil. O Príncipe Regente Dom João criou, pelo Decreto de 9 de fevereiro de 1808, a Repartição do Cirurgião-Mor, embrião da Diretoria de Saúde do Exército, nomeando à época, o Frei Custódio de Campos e Oliveira para exercer o cargo de Cirurgião-Mor dos Reais Exércitos e Armadas de Portugal e Brasil, sendo, então, o primeiro Diretor de Saúde do Exército.

Diante a precariedade encontrada nos hospitais militares na época, o Frei Custódio criou, em 18 de fevereiro de 1808, na cidade de Salvador (BA), a Escola de Cirurgia do Hospital Real Militar, hoje, Hospital Geral de Salvador, que mais tarde, daria origem à Faculdade de Medicina da Bahia, primeira Escola de Medicina do Brasil.

Logo em seguida, já no Rio de Janeiro, nas instalações do Hospital Real Militar da Corte, atual Hospital Central do Exército, implantou a Escola Anatômica, Cirúrgica e Médica e, ali fez surgir, em 21 de maio de 1808, a Botica Real Militar, hoje, Laboratório Químico Farmacêutico do Exército, marco da indústria farmacêutica no Brasil.

Empreendedor e obstinado na missão, o Frei Custódio, a partir de 1820 iniciou a construção de hospitais militares nas diversas Guarnições do País, objetivando o aprimoramento do apoio à tropa em âmbito nacional. Por isso, a história da medicina clínica, cirúrgica e sanitária, bem como a da odontologia, da farmácia e da veterinária, no Brasil, tem sua origem relacionada à Medicina Militar.

Os sucessores de Frei Custódio também tiveram que superar diversas dificuldades, com desafios próprios de cada época, o que tem sido uma marca constante do trabalho realizado pelos 36 Diretores de Saúde que antecederam o cargo até o momento e que ajudaram a construir a história da D Sau.

Cabe ressaltar, em justa homenagem, o General de Brigada Médico João Severiano da Fonseca, irmão do Marechal Deodoro da Fonseca, que foi o Chefe Inspetor-Geral da Repartição Sanitária do Exército, antigo Corpo de Saúde, com cargo privativo de General de Brigada, quando da reestruturação do Exército, após a Proclamação da República, em 1889.

Outro personagem de destaque foi o Gen João Severiano, sétimo Diretor de Saúde, cuja chefia foi marcada pela implantação de importantes organizações de saúde, como o Laboratório de Microscopia e Bacteriologia, embrião do que seria mais tarde denominado Instituto de Biologia do Exército (IBEx), primeira instituição dedicada à pesquisa e ao ensino da bacteriologia no Brasil, mesmo antes dessa ciência fazer parte dos currículos escolares das faculdades brasileiras; e a Escola de Aplicação para o Serviço de Saúde do Exército, hoje denominada Escola de Saúde do Exército. Além disso, foram criados, à época, o Quadro de Veterinários e de Dentistas do Exército.

Nesses duzentos e oito anos de sua história, a Diretoria de Saúde recebeu treze distintas denominações, ficando subordinada a diferentes órgãos da alta administração do Exército. Hoje é uma das diretorias que integram o Departamento-Geral do Pessoal e tem como principais competências o planejamento, o controle, a coordenação, a supervisão, a gestão, a avaliação e a auditoria das atividades relativas à saúde da família militar do Exército Brasileiro.

A Diretoria de Saúde nos dias atuais

Atualmente, a constituição da D Sau compõe quatro Subdiretorias: Subdiretoria Técnica de Saúde, Subdiretoria de Apoio à Saúde, Subdiretoria de Saúde Operacional, Subdiretoria de Legislação e Perícias Médicas. Possui, ainda, uma Assessoria de Estudos, Planejamento e Gestão, que possui a incumbência de gerir as diversas áreas do Sistema de Saúde da Força: a assistencial, a administrativo-financeira, a pericial, a preventiva, a operacional, o ensino e a pesquisa.

Como órgão de apoio setorial, técnico-normativo e gerencial, a D Sau é responsável pela orientação técnica às Inspetorias de Saúde do Comando Militar do Leste, do Comando Militar do Nordeste, do Comando Militar do Sul e do Comando Militar da Amazônia, bem como às doze Seções de Saúde Regionais.

Também faz parte de seu rol de atribuições a orientação técnica a todas as organizações de saúde da Força, que incluem: o Hospital Central do Exército, os seis Hospitais Militares de Área, os seis Hospitais-Gerais, os onze Hospitais de Guarnição, as quatro Policlínicas Militares, o Centro de Medicina de Aviação do Exército, o Laboratório Químico Farmacêutico do Exército, o Instituto de Biologia do Exército, a Odontoclínica Central do Exército, os Hospitais de Campanha, os vinte e oito Postos Médicos de Guarnição e as quatrocentos e vinte Seções de Saúde das organizações militares.

Com a finalidade de proporcionar o adequado atendimento aos beneficiários do Sistema de Atendimento Médico-Hospitalar do Exército (militares, pensionistas e seus dependentes), dentre outras medidas, a D Sau tem buscado a melhoria nos processos gerenciais, com a implantação de sistemas informatizados de repasse de recursos e encaminhamentos, como também a revisão da legislação de assistência médico-hospitalar e a modernização das organizações militares de saúde.

A Diretoria também vem coordenando a execução de projetos e ações estratégicas necessárias à transformação da estrutura de prestação da assistência à saúde, bem como, das condições de emprego da saúde operacional. Dessa forma, o incremento do setor técnico-científico, a capacitação de recursos humanos, a incorporação de novas especialidades médicas, a aquisição de equipamentos de última geração, a modernização da hotelaria hospitalar, o redimensionamento dos recursos humanos, a utilização da tecnologia da informação aplicada à saúde, a modernização da medicina operacional e a própria reestruturação da D Sau têm sido medidas para melhorar o atendimento à tropa e à família militar.

Fonte: D Sau

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ