Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

16:52

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » Geral » Tecnologia » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - Estações terrestres já recebem sinais do satélite NanosatC-Br1

 Estações terrestres já recebem sinais do satélite NanosatC-Br1

O Brasil já recebe sinais do NanosatC-Br1, o primeiro satélite do tipo CubeSat desenvolvido pelo país com recursos da Agência Espacial Brasileira (AEB) e que entrou em órbita na última nesta sexta-feira (20). Os sinais são captados pelas estações terrestres de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, e do Instituto Nacional de Pesquisa Espacial (Inpe), em São José dos Campos (SP).

Os radioamadores vinculados às instituições que participam do projeto também estão recebendo os sinais do satélite que tem formato de cubo, com peso de um quilo, e destinado à pesquisa científica. O foguete russo Dnepr, no qual o CubeSat foi lançado, também colocou em órbita outros 30 artefatos similares de outros países.

O NanosatC-Br1 foi desenvolvido e produzido por pesquisadores do Inpe e da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), sendo que sua carga útil é destinada ao estudo dos distúrbios na magnetosfera, principalmente nas regiões da chamada Anomalia Magnética do Atlântico Sul e do Eletrojato Equatorial Ionosférico.

Tecnologia – Ele também transporta instrumentos para testar, em voo, circuitos integrados resistentes à radiação desenvolvidos no Brasil e que podem ser usados em futuras missões de satélites nacionais de maior porte.

Além do manômetro e do circuito integrado desenvolvido pela UFSM, o satélite tem equipamento informático cujo software, desenvolvido pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), lhe permite se adaptar para suportar as radiações no espaço.

Este software também será testado para emprego em futuros projetos espaciais do país. Apesar de ser o primeiro CubeSat do Inpe, o instituto já desenvolveu vários satélites de maior tamanho, principalmente meteorológicos, e é parceiro de instituições chinesas na fabricação e na operação de satélites de sensoriamento terrestre.

Fonte: Ascom do Inpe

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ