Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

65 anos ADESG

Menu Principal

12:13

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » Geral » Ciência » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - Conferência traz as mais recentes descobertas sobre o Universo

Conferência traz as mais recentes descobertas sobre o Universo

Desde que Aristóteles, na Grécia Antiga, desenvolveu a ideia de um Universo formado por astros que giravam ao redor da Terra em círculos perfeitos, a Astronomia tem avançado em busca de respostas para as mais diversas teorias. Pouco mais de dois mil anos depois, cientistas do mundo inteiro continuam a se reunir para colocar em discussão as mais recentes descobertas sobre os astros que nos cercam.

Durante os dias 4 e 7 de fevereiro, a conferência internacional Cosmology, Large Scale Structure First Class Objects reunirá, na Cidade Universitária, alguns dos mais renomados especialistas internacionais - inclusive o astrônomo Nobel de Física em 2011, Brian Schmidt.

Entre os tópicos discutidos nos quatro dias de evento estarão temas-chave de Cosmologia, como física de partículas, gravitação fundamental, radiação cósmica de fundo, matéria e energia escuras, estrutura em larga escala, simulações da formação de estrutura em larga escala no Universo, e comparações com observações.

“Esses temas são aqueles na fronteira entre astronomia e física que têm despertado maior atenção por parte da comunidade científica nos últimos anos”, apontam Beatriz Barbuy e Eduardo Serra Cypriano, professores do Departamento de Astronomia do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) e responsáveis pela organização da conferência.

Para Beatriz, a Cosmologia, que encabeça a lista de assuntos do evento, vive um momento particularmente especial por conta da descoberta da expansão acelerada do Universo – o que cria a necessidade de uma nova componente para o cosmo, a energia escura, “sobre a qual conhecemos muito pouco e que, por isso mesmo, se converte em um objeto de estudo fascinante”.

O contínuo avanço das capacidades observacionais no campo da Astronomia ampliam ainda mais o interesse pela evolução do Universo. Tanto no que diz respeito à parcela amostrada por suas grandes estruturas (tais como os aglomerados de galáxias), quanto o chamado Universo primordial, que é o ambiente onde sugiram os primeiros objetos e “que é continuamente renovado por conta de novos dados revelados com periodicidade cada vez menor”, afirmam os professores.

Universo em expansão

Destacando-se na lista de palestrantes convidados, Brian Schmidt dividiu em 2011 o prêmio Nobel de Física com Saul Perlmutter e Adam Riess. Seu trabalho é justamente a comprovação de que o universo está se expandindo de forma acelerada.

Ao analisarem a relação entre a velocidade de afastamento e o brilho aparente de supernovas do tipo Ia muito distantes, os cientistas premiados desvendaram um método de medição de distância através da luminosidade intrínseca de objetos cosmológicos.

“Isso provocou uma verdadeira revolução científica, em que um paradigma, o do Universo dominado pela matéria escura, foi derrubado, e um novo surgiu”, conta Beatriz ao destacar que uma das tarefas dos astrônomos e físicos envolvidos, a partir de agora, é solidificar as fundações dessa descoberta.

Larga escala, grandes nomes
Além de Schmidt, a conferência também traz ao Brasil pesquisadores como Jean-Loup Puget, principal investigador do satélite Planck. Puget vem medindo a radiação de fundo com maior precisão que experimentos anteriores, e trará ao evento seus primeiros resultados.

Yannick Mellier, principal investigador do satélite Euclid, contará como pretende medir efeitos da matéria escura sobre as estruturas no Universo.

Francoise Combes, coordenadora do Comitê de Programas do radiotelescópio ALMA, falará sobre as observações que vêm sendo feitas no primeiro ano de funcionamento daquele grande projeto planetário.

Francois Hammer falará sobre resultados do estudo de galáxias com o Very Large Telescope, e das possibilidades futuras com o Extremely Large Telescope.

Garth Illingworth, principal investigador de projetos importantes sobre galáxias distantes, e autor de vários artigos na Nature, trará resultados obtidos com o Hubble Space Telescope.

Por fim, haverá a participação de Volker Springer, considerado o maior especialista nos pesados cálculos de estrutura em larga escala no Universo.

Oportunidade

Para estudantes, sejam eles do IAG, Instituto de Física (IF) ou de outras instituições, a data é uma oportunidade única para participarem de uma conferência internacional de alto nível. “Será sem duvida uma experiência muito enriquecedora assistir a palestras e debates com alguns dos maiores nomes da astrofísica e cosmologia atuais”, contam Beatriz e Eduardo.

De acordo com os professores, esse tipo de experiência tem o potencial de aguçar a ambição dos estudantes, de criar neles o desejo de fazerem ciência de ponta e de um dia, quem sabe, serem eles os especialistas convidados para um evento desse porte. Já para os professores, a conferência é uma chance de verem uma revisão do que existe de mais atual na cosmologia.

Parte do programa apoiado pela Pró-Reitoria de Pesquisa (PRP), a Conferência USP sobre Astronomia é um evento gratuito. As palestras acontecem no Auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP, dentro da Cidade Universitária, em São Paulo.

Mais informações: site http://uspconference.if.usp.br/, email barbuy@astro.iag.usp.br, com Beatriz Barbuy ou cypriano@astro.iag.usp.br, com Eduardo Serra Cypriano

Fonte: USP Online

« voltar

Patrocínio:

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ