Logo ADESG

ADESG Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra

Administração Nacional - RJ

Menu Principal

10:27

Menu Lateral

Você está em: ADESG » Notícias » Geral » Pesquisa e Inovação » Visualizar notícia:

Diminuir FonteAumentar Fonte

ADESG - Brasil atrai grandes operadores e fabricantes de satélites

Brasil atrai grandes operadores e fabricantes de satélites

O Brasil é, hoje, alvo da atenção dos grandes operadores e fabricantes internacionais de equipamentos, tanto satélites como equipamentos de terra, além de fornecedores de serviços de todos os tipos, disse à Agência Brasil o presidente do 14º Congresso Latino-Americano de Satélites - aberto no Rio de Janeiro -, Rubens Glasberg.

Ele destacou que os investimentos na área de satélites são de longo prazo. “Não são investimentos para um ou dois anos. Um satélite dura 15 anos. Para projetar e construir, leva cinco [anos]. Então, é um negócio de 15 anos.” Segundo Glasberg, o investidor da área de satélite não pensa o Brasil em termos conjunturais, considerando a atual redução do crescimento econômico, mas projeta o Brasil para a frente, e vê muitas oportunidades.

Rubens Glasberg observou que no Brasil, tal como ocorre em todo o mundo, é crescente o uso de satélites para televisão. “Você tem a alta definição, que exige cada vez mais bandas de satélite. Logo mais você vai ter a ultra-alta definição 4K, que vai exigir mais banda ainda; tem o crescimento do acesso à banda larga, e você só consegue chegar a regiões remotas via satélite”, acrescentou. A tecnologia ultra high definition (UHDTV) 4K, usada em televisão e cinema digital, contém quatro vezes mais pontos na tela do que o padrão Full HD, mais recente.

Glasberg lembrou outras aplicações para os satélites, tanto militares, de governo, como sociais, e salientou o desenvolvimento, em curso, de um satélite geoestacionário de comunicação e defesa, em parceria do Brasil com outros países. O Satélite Brasileiro de Defesa e Comunicação, segundo ele, deverá estar pronto em 2016.

Ele manifestou expectativa positiva em relação ao congresso, porque o evento retrata, na sua opinião, o crescimento que esse setor vem tendo no Brasil. "Mesmo que atravesse momentos conjunturalmente adversos, no longo prazo, há oportunidades enormes para um país de dimensões continentais como o Brasil”, apostou. O congresso reúne representantes das principais operadoras do mercado brasileiro e latino-americano de comunicações via satélite para falar sobre estratégias, oportunidades e futuros lançamentos.

Fonte: Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil

« voltar

Notícias Relacionadas

» Veja todas as notícias

Entre em contato

"Um só Coração e uma só Alma pelo Brasil" Logo ADESG ADESG Nacional - +55 (21) 2262-6400
Palácio Duque de Caxias
Praça Duque de Caxias nº 25 - 6º andar - Ala Marcílio Dias
CEP 20221-260 - Rio de Janeiro - RJ